Seg a Sex : 08:30 - 17:30
Rua Fernandes Pinheiro, 287 -A Tatuapé
contato@integracaodigital.com.br
(11) 3181-5076 | 3181-5077

Blog - Integração Digital

06
set

5 Coisas que Aprendemos com Mario Sergio Cortella

Cortella tem conquistado milhares de admiradores ao decorrer de sua carreira. Ele explora de maneira tão profunda e com tamanha simpatia questões densas e reflexivas, que ao fim de seus discursos muito bem construídos nos traz uma visão diferente de cada um dos temas por ele abordados. Confira 5 conceitos que Cortella nos mostrou de forma muito mais interessante:

1.       Capricho

Capricho para Cortella é algo muito mais simples do que para a maioria das pessoas. Ter capricho não é se dar a alguém até não existir nada, ou esgotar suas energias em busca de deixa-la feliz. Capricho é manter um padrão elevado onde nada é mal colocado, é não deixar poeira para as outras pessoas se sujarem. Capricho é fazer um pouquinho mais sempre e descobrir que desses pequenos gestos muito pode ser aproveitado.

2.       Arrogância

Em uma de suas palestras de maior destaque Mário aborda a ideia do multiverso e descontrói a ideia de superioridade e egoísmo humanos. Ao entender a imensidão do universo e como são vastas as possibilidades de formas de vida, nos damos conta de quão egoístas e mesquinhas as pessoas podem ser ao tratarem de forma apática seus iguais. Uma frase comum e popularizada desta palestra diz que    “a terra é uma planetinha que gira em torno de uma estrelinha em outras 100 bilhões de estrelas compondo uma galáxia entre outros 200 bilhões de galáxias em um dos universos possíveis e que vai desaparecer. ”

As discussões a respeito da vida seguem explorando a ideia de reduzir a individualidade humana, e abrir o pensamento para outras questões que não única e exclusivamente as que dizem respeito a nós mesmos.

 

3.      Mortalidade

O desejo continuo de imortalizar nossos feitos mesmo após nossa partida é algo que vem sido praticado por diversos nomes da ciência. A ânsia de ser lembrado após a morte, mesmo nos dando conta da nossa periocidade. Almejar a consistência eterna de um feito vitorioso, no desejo inconsciente de adiar a nossa partida da terra e viver eternamente de alguma forma. É um dos temas abordados no “É tempo de conhecimento” transmitido pela CBN na voz de Cortella.

4.      Infelicidade

A frase “Onde há vida, há perturbação da ordem” reproduzida por Mário em uma discussão sobre a desorganização da felicidade, nos faz refletir sobre questões como perfeccionismo exagerado em diferentes âmbitos do cotidiano e como isto pode se tornar caótico com o tempo.

Antigamente a felicidade estava presente em questões mais próximas e menos mecânicas. Os processos sensoriais eram mais explorados, porque eram necessários. O afastamento das pessoas propõe um individualismo horrendo dilacerando o movimento da felicidade, tornando tudo mais estável e controlável.

5.      Discordância

Em uma de suas mais populares palestras o tema discordância é levantado explorando a ideia entender o motivo pelo qual as pessoas discordam uma da outra e como isso pode ser benéfico. Discordar de alguém faz com que esta pessoa passe a pensar em detalhes que até então não havia observado e alerta para uma tomada de decisão mais efetiva considerando algumas variáveis. Também expõe pensamentos diferentes a quem tem opiniões diferentes levando a um debate respeitoso e rico em argumentação.

Pessoas que tendem a concordar com todos os pontos sem apresentar objeções não se preocupam de fato com os acontecimentos citados, ficam apáticas muitas vezes para que você não perceba seus próprios equívocos e trabalhe para conserta-los.