Seg a Sex : 08:30 - 17:30
Rua Fernandes Pinheiro, 287 -A Tatuapé
contato@integracaodigital.com.br
(11) 3181-5076 | 3181-5077

Blog - Integração Digital

13
set

5 Músicos Empreendedores

5 músicos empreendedores

Grandes nomes da música fizeram muito sucesso e venderam milhares de discos, no entanto o sucesso não se limita apenas ao ramo musical. Algumas pessoas elevaram sua criatividade e seus ganhos em negócios promissores que deram muito certo. Confira 5 grandes talentos da música que também são empreendedores:

  1. Léo Chaves

Léo da dupla Victor e Léo, é um grande empreendedor no mundo agropecuário, construindo e consolidando um projeto diferenciado para uma espécie de gado que pretende transformar em uma franquia de leilões, a Leilão Paraíso. Além disso o empresário possui um projeto para a construção de um loteamento de 12 chácaras de alto padrão, chamado Águas do Paraíso. E mais próximo do ramo musical Léo possui um estúdio, o BR Chaves, para novos talentos. Ele considera o mercado musical muito promissor.

  1. Justin Timberlake

Justin é dono de dois restaurantes em Nova York que possuem uma temática de pub ideal para um happy hour. Ele conta com a ajuda de outros dois sócios para controlar os negócios.

  1. Jay-Z

Jay-Z é dono de um dos mais badalados e frequentados restaurantes de Nava York o “club” 40/40. Muito apreciado por grandes celebridades, o local virou ponto de encontro de grandes nomes da música e do cinema.

  1. Ivete Sangalo

Ivete construiu a empresa Caco Telha composta por membros de sua família no início de sua carreira. A empresa foi construída para tomar conta de seus interesses e administrar sua vida profissional. Hoje a empresa conta com mais de 200 funcionários e grandes clientes, como TAM e Itaú. A Caco também foi uma das responsáveis por trazer a cantora Beyonce para seu show no Brasil em 2010.

  1. Seu Jorge

Seu Jorge possui uma marca própria de cervejas, chamada Karavelle. Juntamente com seus dois sócios ele almeja lançar o novo produto para a classe C brasileira, declarando “Queremos que nosso produto atinja a classe C, queremos que ele seja consumido por essa nova classe média que surgiu no Brasil. O que temos aqui é um produto gourmet que será oferecido em uma escala bem maior que a dos demais itens dessa categoria”.