Seg a Sex : 08:30 - 17:30
Rua Fernandes Pinheiro, 287 -A Tatuapé
contato@integracaodigital.com.br
(11) 3181-5076 | 3181-5077

Blog - Integração Digital

como-a-pesquisa-por-voz-impacta-no-seo
05
dez

Como a pesquisa por voz impacta no SEO

como-a-pesquisa-por-voz-impacta-no-seo

Como a pesquisa por voz impacta no SEO

O universo mobile está passando por constantes transformações e isso impacta diretamente na forma com que as pessoas fazem suas pesquisas. Isso graças ao algoritmo Google Hummingbird, os avanços nos estudos sobre inteligência artificial e a chegada dos assistentes pessoais inteligentes (API). – A pesquisa por voz veio para facilitar as buscas e oferecer respostas mais diretas. 

Diferente da pesquisa tradicional, em que a pessoa precisa digitar o que deseja e recebe em troca uma série de links. Com a pesquisa por voz há uma conversa mútua e em tempo real, na qual o seu principal objetivo é ajudar o usuário a completar tarefas. 

Apesar da baixa adesão em 2013, ano de lançamento da Siri, um estudo realizado pela Mindmeld (2015) revelou que 60% dos entrevistados passaram a usar pesquisa por voz em 2015. Essa crescente adoção se mantém até os dias de hoje, e com a melhora na experiência do usuário a expectativa é de que continue crescendo exponencialmente. 

Como dito, o Google Hummingbird foi uma das atualizações que mais influenciou essa mudança de comportamento. Isso porque ele colocou o contexto semântico em destaque, passando a considerar o sentido intencional por trás de uma pergunta, promovendo uma linguagem mais natural entre o usuário e o assistente pessoal. 

Ao invés do usuário buscar por “Barack Obama”, na pesquisa por voz, ele direciona mais sua dúvida e procura por “qual a idade de Barack Obama”. Com isso, pode-se dizer que há três tipos de perguntas de pesquisas: transacionais, informacionais e navegacionais. Como você pode ver na imagem abaixo:

tipos-de-perguntas-de-pesquisas

Recursos importantes da pesquisa por voz

Tendências estáveis indicam que as pesquisas por voz mais bem sucedidas (com maior índice de impressões e cliques) têm a duração média de 3 palavras, segundo um teste realizado com o Cortana, assistente da Microsoft. Contudo, acredita-se que haverá um aumento drástico na quantidade de palavras com a naturalização da prática. 

Outro comportamento identificado é o grande volume de perguntas. O Google marcou um aumento de 61% nas frases interrogativas, que incluem palavras como “quem”, “como”, “onde”, “quando” e “o que”.  Uma informação preciosa que oferece a chance das marcas personalizarem seus conteúdos, tornando-os mais criativos e adequados. 

Por fim, negócios locais podem enfrentar um desafio e tanto com a pesquisa por voz! As respostas às perguntas “onde eu estou” e “mostre coisas para fazer nesse lugar” já oferecem conteúdos distintos e que atendem às expectativas do usuário. Uma grande oportunidade, visto que cerca de 89% das pessoas pesquisam lugares por dispositivos móveis. (Meditative, 2013)

 

Como aproveitar a pesquisa por voz para melhor seu posicionamento nos buscadores?

Com a pesquisa por voz, a palavra-chave não é mais a rainha dos mecanismos de busca. Os diagramas de conhecimento do Google roubam a atenção e tornam-se detentores das respostas mais relevantes. Mas, como aparecer nesses diagramas e subir de posição?

Pode até parecer clichê, mas uma forma é entender o que realmente seu público deseja e produzir conteúdos que atendam essa necessidade. Criar material com base em perguntas é o melhor caminho para entrar nessa conversa.

 

A pesquisa por voz e os assistentes pessoais apresentam novos desafios e oportunidades para as marcas. Para os próximos anos, podemos esperar grandes contribuições das pesquisas por voz e imagem em pelo menos metade das buscas. 

Com isso, é preciso estar preparado e entender o comportamento dos usuários. Afinal, esta é a chave para tornar seu SEO mais forte e ganhar relevância na página de resultados. Pronto para o que está por vir? Nós da Integração Digital estamos! 👊