Conheça 5 maneiras de gerar receita com marketing digital

Luana Flor - 24 de março de 2022

Conheça 5 maneiras de gerar receita com marketing digital

Conheça 5 maneiras de gerar receita com marketing digital

O marketing digital tem revolucionado a maneira de gerar receita pela internet e as empresas entenderam que precisam ter uma presença online robusta e completa para sobreviver hoje em dia.

Apesar de ser um ambiente obscuro para alguns segmentos, diversos nichos possuem um número expressivo de empresas trabalhando na internet.

O diferencial será escolher a melhor estratégia para determinado tipo de negócio e como esta será explorada.

Vale a pena investir em marketing digital? 

Vamos falar sobre 5 maneiras de gerar receita por meio do marketing digital, e como escolher a melhor opção para seu negócio. Leia até o fim. 👇

1. Google Ads

O Google Ads é uma ferramenta criada para gerar receita através da publicidade de anúncios no maior buscador do mundo, o Google.

Como funciona?

Funciona assim: o Google faz a ponte entre pessoas que procuram determinados termos e apresentam as empresas que fornecem aquele tipo de produto ou serviço.

As empresas pagam para divulgar seus produtos e serviços com links patrocinados e posicionar-se nas primeiras colocações.

Dentro do processo de criação de campanha, o gestor fará a inserção de dados sobre o mercado, seu nicho e assuntos de maior interesse, para que possa ser localizado pelo seu público-alvo.

Investimento

O valor investido é cobrado por clique no anúncio, o que pode ser uma vantagem, pensando que o anunciante só vai custear quando alguém realmente interessado entrar no link.

Para definir o valor para a campanha, a empresa precisa estabelecer um teto, com valor máximo a ser gasto por clique, e também o tempo em que o anúncio deve ficar disponível. 

Assim, o próprio Google fará uma média de gastos diários, podendo oscilar até o fim da campanha.

É claro que o Google Ads possui milhares de anunciantes interessados nas mesmas palavras-chave, e não é possível deixar todos na primeira posição.

Por isso, o Google define, além do investimento, outras métricas importantes, como a qualidade e relevância do anúncio, por exemplo.

Canais de divulgação

É possível escolher diferentes canais de divulgação para gerar receita com o Google Ads, como:

  • Aplicativos – mais de 650 parceiros;
  • Sites parceiros – mais de 2 milhões em todo o mundo;
  • YouTube – mais de 1 bilhão de horas sendo reproduzidas por dia;

Diante desses dados, pense: o Google Ads pode ser um ótimo parceiro para gerar receita com o marketing digital, sim ou claro?!

2. Redes Sociais – Facebook e Instagram Ads

As redes sociais mudaram a forma como o mundo se relaciona, e depois de alguns anos acabou se tornando um ótimo canal para gerar receita com marketing digital.

O Social Ads também é uma plataforma de publicidade, com a diferença de que o ambiente de veiculação é dentro das próprias redes; nesse artigo vamos tratar em especial do Facebook e Instagram.

O grupo META, responsável pelas redes Facebook e Instagram, cresce a cada ano e investe muito na área de anúncios, para conseguir monetizar os seus usuários.

Há alguns anos, empresas perceberam que as redes sociais romperam a esfera daquilo que era apenas momentos de descontração, para um ambiente de consumo e criação de vínculos comerciais.

Com isso, os negócios começaram a investir em conteúdo orgânico bem elaborado a partir do uso de técnicas de SEO.

Para além da criação de conteúdo orgânico, o Facebook e Instagram Ads tornaram possível gerar receita também através da criação de anúncios publicitários.

Como funciona?

Para fazer a veiculação de anúncios nas redes sociais e gerar renda, é preciso criar campanhas.

Diferente do Google, as campanhas em redes sociais não têm a ver com palavras-chave, mas com a audiência desejada.

FAQ: saiba como anunciar no Instagram Ads

Durante o preenchimento de dados para a criação das campanhas, é preciso considerar alguns critérios para chegar até o seu melhor público, como:

  • Idade;
  • Gênero;
  • Nível de escolaridade;
  • Interesses e hobbies;
  • Localização geográfica.

Para entender melhor o seu público, ao longo do tempo, a plataforma oferece insights e tendências para melhorar cada vez mais o desempenho das campanhas.

Investimento

O investimento necessário para anunciar em redes sociais é bastante variável, a depender do tipo de campanha que será criada.

Mas, em geral, a forma de cobrança desse tipo de anúncio é parecida com a do Google: a empresa paga um valor por clique, variável de acordo com nicho e demanda.

Canais de divulgação

O Facebook é a rede social “mãe”, e um modelo para que o Instagram siga.

Por isso, atualmente, as propagandas das duas redes são veiculadas numa única plataforma, chamada de “gerenciador de anúncios”.

Como foi dito anteriormente, esse ambiente também será responsável por todos os insights e dados para serem analisados durante e depois de as campanhas serem veiculadas.

3. Técnicas de SEO

As técnicas de SEO são a base para uma boa estratégia de marketing de conteúdo que tem como intuito gerar receita.

O SEO (Search Engine Optimization) é um conjunto de técnicas responsável pela otimização de páginas como sites, páginas, blogs, entre outros.

Essas técnicas criam métricas para que os conteúdos produzidos sejam considerados importantes para quem busca por aquele determinado termo, e ganhe autoridade com o tempo.

Como ranquear bem no Google usando técnicas de SEO

Com o aumento da autoridade de uma empresa em seu nicho, a possibilidade de ter melhor ranqueamento nos buscadores aumenta, trazendo maior tráfego para sua página.

Diferente das campanhas, as técnicas de SEO propõem trazer visualização para determinadas páginas de maneira orgânica, ou seja, sem a necessidade de fazer um investimento em valor por clique.

Dentro da estratégia de marketing de conteúdo, é necessário desenhar uma trajetória pela qual o consumidor deverá trilhar até efetivamente realizar uma compra. 

4. Remarketing

O remarketing está diretamente interligado com as técnicas de veiculação de anúncios em buscadores, é como um braço do Google Ads.

Isso porque, só é possível fazer remarketing a partir da experiência do usuário com determinado endereço web, e essas informações são geradas a partir de insights que o próprio Google fornece.

Como funciona?

De maneira prática: o usuário faz uma visita ao site/página de uma empresa, mas não conclui a ação desejada pela empresa, seja um cadastro ou uma compra.

A partir daí, o remarketing começa a exibir anúncios daquele produto ou serviço para esse consumidor.

Os anúncios podem surgir tanto em páginas com assuntos relacionados ou até mesmo em URL’s completamente diferentes daquele termo.

Normalmente, são utilizadas estratégias mais apelativas nesse tipo de anúncio, fornecendo promoção, frete grátis ou vantagens exclusivas, por exemplo.

Durante a criação de listas de usuários para fazer remarketing, é possível segmentar por:

  • Última página visitada;
  • Quanto tempo passou no site;
  • Data da visita;
  • Faixa de preço do produto.

Os anúncios podem ser inseridos tanto em páginas da web, quanto em redes sociais.

Investimento

Assim como outras estratégias para gerar receita, o remarketing precisa de investimento e depende de conhecimento prévio para ser veiculado.

Assim como no caso das campanhas, o valor é definido por clique, com valor mínimo de U$7. 

A diferença do investimento entre o remarketing e as campanhas de Google Ads está na quantidade de pessoas que serão atingidas.

Como o remarketing funciona a partir de uma lista segmentada de usuários e uma audiência menor, então o valor investido naturalmente acaba sendo menor também.

5. Marketing de Influência

O marketing de influência pode gerar receita a partir da colaboração entre empresa e figura pública para divulgação de produtos e/ou serviços.

Essas pessoas são os chamados “influenciadores digitais”, que têm como principal foco de seu trabalho gerar identificação e influir em seus hábitos de consumo.

Como funciona

A parceria que o marketing de influência cria, pode ser uma maneira de gerar receita tanto para a empresa quanto para o criador de conteúdo.

O profissional é pago para divulgar o produto/serviço em suas redes para os seus seguidores, gerando desejo de compra, e consequentemente mais negócios para a empresa.

É preciso encontrar influenciadores que tenham identificação natural com o produto/serviço oferecido, para que a indicação flua de maneira natural.

As pessoas estão mais atentas às publicidades online e a sensação de serem enganados pode trazer desconforto, além da possibilidade de anular esforços de campanha.

Por isso, é importante manter a transparência sempre.

Para auxiliar no processo de identificação, algumas empresas também têm investido no marketing de influência através da parceria com outras profissões/negócios, como:

  • empreendedores;
  • psicólogos;
  • professores;
  • religiosos;
  • artistas;
  • escritores;
  • gamers;
  • fotógrafos.

Investimento

O investimento é muito variável dentro do marketing de influência.

Fatores como quantidade de seguidores e engajamento nas redes podem ser determinantes para definir o valor a ser pago.

Grandes influenciadores, por exemplo, podem cobrar valores na casa de 6 dígitos; enquanto influenciadores locais tendem a fazer parcerias com investimento menor.

Canais de divulgação

O marketing de influência tem presença marcada nas redes sociais, já que este é um canal direto com sua audiência.

O aumento de acessos diários e consumo de conteúdos de redes sociais crescentes têm gerado cada vez mais oportunidades para os influenciadores digitais.

Essa expansão reflete no marketing de influência, que agrega cada vez mais pessoas com suas mais diversas características de pensamento, filosofia de vida, visão e valores.

Qual o melhor canal para gerar receita para o meu negócio?

São muitos fatores que podem influenciar na escolha do melhor canal para gerar receita com marketing digital.

Como citado nesse artigo, os princípios básicos são:

  • Como funciona;
  • Quanto custa;
  • Canal de divulgação.

Mas existem ainda outros estudos que falam sobre atingimento de público correto para falar diretamente com a sua persona.

Ou seja, para escolher o melhor canal de divulgação e gerar receita com marketing digital, é preciso questionar: “Onde está o meu público-alvo? O que ele consome? Através de qual canal online ele se relaciona?”

Qual rede social é mais interessante para seu negócio?

Independente do canal escolhido para gerar receita ao seu negócio, é importante ter consigo profissionais especializados.

Para além da estratégia, é importante saber metrificar, analisar e experimentar outros caminhos em meio ao processo.

Para entender melhor as estratégias do marketing digital, clique abaixo. 👇

Falar com Consultor!

Fazer um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *